Destinos Nacionais

O QUE VER E CONHECER EM CURITIBA – CAPITAL DO PARANÁ

Vou falar um pouquinho dessa cidade que tanto me encanta e sempre que posso dou uma fugidinha para lá em um final de semana, ou até mesmo, faço um bate-volta para lá somente para apreciar a sua culinária maravilhosa e fazer um passeio nos seus belos parques.

Antes de mais nada é preciso dizer que Curitiba é uma das melhores cidades para se viver no Brasil,  sendo referência quando se fala em desenvolvimento urbano de qualidade com preservação ambiental. A cidade possui vários parques de área verde espalhados por todo o município.

A cidade também preserva a influência dos imigrantes europeus. Um exemplo são as raízes italianas espalhadas pelas cantinas do Bairro Santa Felicidade, enquanto os poloneses marcam presença em docerias, e os ucranianos que participam da feirinha de artesanato, com seus ovos pintados a mão. Mas a capital paranaense é muito mais, um simples passeio pela Rua das Flores no Centro da cidade, irá te mostrar o mix de culturas da cidade, em seus teatros, cinemas, e cafeterias.

Curitiba também é conhecida pelo seu clima frio, a temperatura baixa e a chuva já fazem parte do cenário curitibano. A melhor época para visitar a cidade é entre os meses de março e maio, quando as temperaturas são mais amenas, mas já dei sorte até mesmo no mês do meu aniversário, julho, peguei dias lindos de sol e quentes, a temperatura baixava um pouquinho somente no anoitecer.

A cidade também é conhecida nacionalmente devido ao Festival de Teatro, que acontece no segundo semestre do ano, quando a cidade fica ainda mais movimentada, e a cidade recebe diversos artistas e diretores conceituados, além de exibir peças em diversos pontos da cidade.

Mas a capital paranaense não recebe turistas somente do Brasil, ela é um dos principais destinos do Brasil, e, é muito comum você estar passeando no Jardim Botânico e se deparar com turistas extrangeiros, como da última vez que fomos no início desse mês de julho/2018, e avistamos um grupo falando a língua inglesa, e pela expressão deles, acredito que estavam gostando do que viam.

Bem, como já falei um pouquinho sobre a cidade, vou passar as minhas dicas do que conhecer na cidade e para isso te aconselho a fazer um roteiro de no mínimo 3 dias, e ainda vai faltar muito lugar lindo para conhecer, mas listarei os principais no meu ponto de vista.

 

1. JARDIM BOTÂNICO

Esse parque sem sombra de dúvida esta no topo do roteiro de todo viajante quando vai a Curitiba.

 

O Jardim Botânico de Curitiba, ou Jardim Botânico Francisca Richbieter, é um dos principais pontos turísticos da cidade, é uma área protegida, constituída por coleções de plantas vivas, cientificamente reconhecidas, organizadas e identificadas, com a finalidade de estudo, pesquisa e documentação do patrimônio florístico do País, em especial da flora paranaense.

Jardins do parque. Vista do primeiro andar da Estufa

 

O parque contribui na preservação e conservação da natureza, para a educação ambiental, na formação de espaços representativos da flora brasileira e ainda oferece uma alternativa de lazer para a população, pois possui uma estufa em estrutura metálica e vidro, e um lindo jardim que o tornam o principal cartão postal do município.

 

Sempre que vou a Curitiba gosto de caminhar por lá, nos finais de semana o parque fica lotado, quase não se encontra lugar para estacionar, mas com calma, aguarde um pouquinho pois há muita rotatividade e sempre surge uma vaguinha. Lá você encontrará muitas pessoas fazendo um pic nic com a família, lendo um livro, caminhando, ou simplesmente relaxando.

 

Por ser o principal cartão postal da cidade, lá você encontrará turistas de vários lugares do Brasil e do mundo, na nossa ultima visita encontramos um grupo de pessoas falando a língua inglesa, e com um belo sorriso no rosto.

Então, coloque esse parque no topo da sua lista quando for a cidade e não vai se arrepender.

 

2. PARQUE BARIGUI

O Parque Barigui com sua extensa área preservada da mata nativa esta localizado  no coração da cidade, próximo ao Bairro Santa Felicidade, e, devido a sua localização e infraestrutura, o Barigui é o parque mais frequentado de Curitiba, principalmente pelos moradores locais, quando o sol resolve aparecer.

O parque possui diversas opções de lazer, seja na prática de esportes, com academia de ginástica, pista de cooper, patinação e ciclovia. Também há churrasqueiras, para aquele churrasco de domingo com a família ou amigos, um pavilhão de exposições, restaurantes, e o Museu do Automóvel.

 

São mais de 1.400.000 m² disponíveis para os moradores curtirem ao ar livre, simplesmente fazendo uma caminhadas ou corridas por um dos circuitos a beira do lago, andando de bicicleta, de patins, ou simplesmente fazendo um pic nic admirando a vista do parque e um belo ar puro.

 

No parque você facilmente pode encontrar capivaras pelo gramado,  um jacaré de papo amarelo, que vive no local a muitos anos e costumeiramente toma sol às margens do lago, e patos e peixeis no lago.

 

O parque é cortado pelo rio Barigui e possui um lago que é um lindo cenário para o entardecer atrás dos prédios da cidade e formando um belo skyline de Curitiba.  O local conta com um enorme estacionamento próprio e gratuito. Uma ótima opção de lazer em Curitiba, e deve estar no seu roteiro de viagem com certeza.

 

3. PARQUE TANGUA

É um dos meus parques preferidos de Curitiba. Você chega lá e se depara com uma construção imponente e suas fontes!

 

A primeira vez que estive no parque foi no ano de 1996 e não possuía essa linda estrutura que existe hoje no portal de acesso. O parque era um antigo complexo de pedreiras desativadas e que preserva áreas verdes próximas à nascente do Rio Barigui, com araucárias.

 

Segundo a minha pesquisa, foi no ano de 1998 que foi inaugurado dentro do Parque,  o Jardim Poty Lazzarotto com: portal de acesso, mirante a 65m de altura, cascata e um grande jardim em estilo francês com canteiros de flores e espelhos d’água- de onde projeta-se o belvedere, estrutura essa que vim a conhecer posteriormente.

Nos três pisos do belvedere encontram-se distribuídos decks metálicos, bistrô, sanitários públicos, lojas de presentes e lembrancinhas da cidade e torres para observação.

 

O parque é belíssimo, possui uma cascata, dois lagos e um túnel artificial que pode ser visitado de barco ou à pé, e inclui, também, um mirante, jardins, trilhas em meio à mata, ciclovia, pista de Cooper e lanchonete. Do deck onde está localizada a lanchonete, você verá uma parede gigante de pedra de 45 m de extensão, o túnel e o lago.

Pôr do sol

Com certeza esse parque merece a sua visita e lhe renderá belíssimas fotos, e o pôr do sol é simplesmente um espetáculo a parte, vale conferir.

 

4. OPERA DE ARAME

A Ópera de Arame com sua arquitetura singular, foi construída em estrutura tubular e teto de policarbonato transparente, e figura entre os mais belos prédios de Curitiba, e, um dos locais também mais visitados pelos turistas.

 

O anfiteatro recebe concertos, apresentações teatrais e shows de todos os gêneros, do popular ao clássico, e tem capacidade para 1.572 espectadores, e tudo isso em meio a uma grande área repleta de verde. Lagos e cascata.

A Ópera de Arame já foi palco de grandes apresentações como dos artistas, Tom Jobim e Chico Buarque e também é palco para encenações teatrais como o Festival de Teatro de Curitiba que acontece sempre nos meses de março e abril.

A visitação é gratuita, de terça a domingo das 08h ás 22h, mas depende da agenda de eventos.

 

5. MUSEU OSCAR NIEMEYER

O Museu fica localizado no Centro Cívico, em uma área de trinta e cinco mil metros quadrados, sendo que seu complexo formado por dois prédios é um verdadeiro exemplo da Arquitetura aliada à Arte, e esta no roteiro de todo viajante ligado a arte e a arquitetura.

O primeiro prédio foi projetado por Oscar Niemeyer no ano de 1967, fiel ao estilo da época, e possui o segundo maior vão livre do Brasil, com 65m. Foi reformado e adaptado à função de museu, para o qual Niemeyer projetou o anexo, lembrando um olho, o que lhe deu uma nova identidade característica.

 

É conhecido como “Museu do Olho”, devido ao design que lembra um olho, e também pelas iniciais “MON”, abreviatura de Museu Oscar Niemeyer. A instituição tem como foco as artes visuais, a arquitetura e o design. Atualmente, devido a sua grandiosidade, beleza e pela importância do acervo, representa uma instituição cultural com projeção nacional e internacional.

O Museu vale a visita, mesmo que somente na sua parte externa, pelo design e arquitetura dos edifícios e por se tornar um símbolo de Curitiba. Eu fiz a visita ao Museu no ano de 2016, pagamos o ingresso inteira, que hoje custa R$ 20,00 por pessoa, e achei um pouco frustrante, pois nem todas as salas tinham mostras de acervos montadas, e, embora tenha exposições gratuitas, é necessário pagar a entrada. Então, acredito que a visita ao interior do museu só vale a pena para quem realmente gosta de arte e arquitetura, pois não há muito o que se ver se não gostar desses assuntos.

E, a dica é, toda quarta-feira, a entrada é franca das 10h às 18h, com programação especial, e a retirada de ingressos até 17h30.

 

6. CENTRO HISTÓRICO

O Centro Histórico de Curitiba é um lugar que precisa ser conhecido por todo turista, ali se concentra um conjunto de edificações de importância histórica e cultural, sendo a Praça João Cândido o ponto de partida para uma caminhada recheada de cultura.  De lá é possível visitar o Museu Paranaense, o Palácio Garibaldi, o Relógio das flores, o Solar do Rosário, a Fundação Cultural Palacete Wolf e o Memorial Curitiba.

 

Além disso, em poucos metros caminhando pelo Centro Histórico é possível contemplar a diversidade religiosa da região. Lá estão as igrejas da Ordem Terceira de São Francisco Chagas e a do Rosário dos Pretos de São Benedito, a Presbiteriana, o Templo Hare Krishna, a Catedral, entre outras. Sendo que uma das mais visitadas e apreciadas é a Mesquita Imam Ali ibn Abi Talib, ou Mesquita de Curitiba.

 

As visitas a Mesquita de Curitiba acontecem em maior número aos domingos das 10h às 13h30 devido a feira do Lago da Ordem que acontece bem em frente. Para entrar na Mesquita há algumas recomendações como entrar sem calçados e o uso do véu no caso das mulheres, sendo que a Mesquita de Curitiba disponibiliza o objeto caso o visitante não possua. Porém, o uso do véu acredito que não seja obrigatório, porque eu já a visitei sem o uso do mesmo.

 

7. RUA COBERTA / RUA 24 HORAS

A Rua 24 Horas com sua arquitetura diferenciada já é sem dúvida um ponto turístico marcante de Curitiba. Ela é tanto visitada por turistas, como pelos moradores da cidade, devido a sua galeria possuir opções de lazer, serviços, comércios, gastronomia e bancos.

 

Na verdade embora ela seja conhecida como Rua 24 horas ou Rua Coberta, ela não é bem uma rua, ela é uma travessa entre as ruas Visconde de Nácar e Visconde do Rio Branco, e reúne opções do café da manhã ao happy hour. E, embora o nome, a Rua não fica aberta realmente 24 horas, mas desde as 8h da manhã até o último cliente, e abre todo santo dia.

 

8. FEIRA DO LAGO DA ORDEM

Esta feira acontece todos os domingos, das 9h às 14h, no Largo da Ordem, centro histórico do município de Curitiba. A feira é enorme, é barraca que não acaba mais minha gente! Lá você pode encontrar  artesanatos variados, vestuário, comida típica, brinquedos, antiguidades, discos usados, exposição e venda de quadros, feira de livros, e apresentações culturais.

 

Tendo em vista o grande número de expositores e artesãos a feira já se tornou uma das maiores atrações da cidade, sendo organizada pela administração do município.

Eu particularmente adoro essa feira, e sempre que estou na cidade num dia de domingo, não deixo de dar uma passeada por lá e comprar alguma coisinha, já virou um vício.

 

9. BAIRRO GASTRONÔMICO – SANTA FELICIDADE

 

O bairro Santa Felicidade fica a 7 quilômetros do Centro da cidade e surgiu no ano 1878 pelos imigrantes italianos, repleto de cantinas italianas que servem rodízios de massas, frango frito e polenta. Esse bairro é conhecido por ter a maior concentração de Restaurantes da cidade, e um melhor que o outro, acreditem!

 

Entre os principais e mais famosos Restaurantes Italianos, esta o Madalosso, o Velho Madalosso, e o Don Antonio, onde são servidos na mesa frango a passarinho, asinha alho e óleo, polenta frita, maionese, risoto, salada com vinagre de vinho, e as massas são servidas em sistema de rodízio. O nosso preferido é o Velho Madalosso porque inclui o rodizio também de carnes no valor.

 

Outro lugar que agrada muito o turistas no Bairro Santa Felicidade é a Adega Durigan, que fabrica e comercializa vinhos desde o século XIX. É uma enorme loja com vinhos, espumantes, compotas, frios e outros produtos da colônia. Você pode fazer uma degustação dos vinhos e espumantes sem custo algum, e em frente a Adega, há um lindo chafariz com esculturas e um tonel gigante de vinho, sendo que o local rende boas fotos da turistada como eu, rsrs. Sempre que vou ao Bairro, não deixo de fazer uma paradinha básica nesse local, e trazer alguns vinhos e umas deliciosas compotas de abóbora e figo, que eu adoro!

 

Por fim, não posso esquecer de mencionar que além da fama da gastronomia do bairro Santa Felicidade, outro destaque também são as lojas de artigos de decoração de ambientes, artigos rústicos e únicos, para os interessados no assunto.

 

10. SHOPPING

Curitiba por ser uma cidade metropolitana, possui vários shoppings, como o Park Shopping Barigui, Shopping Curitiba, Shopping Muller, Crystal, Palladium e outros.

Curitiba Shopping decorado para o Natal

 

Todos esses que eu citei, tive a oportunidade de conhecer durante as minhas visitas a cidade. Mas caso me perguntem, qual o meu preferido? Bem, difícil dizer, mas entre eles com certeza esta o Shopping MULLER, o primeiro shopping de Curitiba e que possui mais de 200 lojas e uma das praças de alimentação mais disputadas tanto por clientes quanto por lojistas. Ele recebe um fluxo de visitantes que beira a casa de um milhão por mês, e já passou por várias restruturações.

O Shopping Muller conta com uma passarela suspensa sobre via pública, com nove metros de altura e 61 metros de extensão, que liga o novo prédio de estacionamento às oito salas de cinemas e todo o complexo do outro lado da via. A estrutura que liga o novo estacionamento do outro lado da rua ao shopping nos faz lembrar os Estados Unidos, devido as enormes esteiras que auxiliam na locomoção dos clientes e turistas. É o máximo!

Esteira que liga o estacionamento ao Shopping Mueller.

 

Em breve sairá novo post com mais dicas da gastronomia Curitibana e dicas de hospedagem dessa cidade encantadora.

_____________

E aí pessoal… depois de todas essas dicas do que ver e conhecer na capital paranaense, você não se animou em conhecer a cidade? Eu acredito que sim, não é?! Se você já esteve em Curitiba e viveu alguma experiência diferente, escreva nos comentários, adoraria ter essa troca de experiências e também compartilhar com todos leitores do blog. E, se você achou essa matéria interessante, adoraria saber a sua opinião, ou sugestão para uma eventual edição.

Até a próxima!

__________________________________________________________________________

 

Esse post faz parte de uma blogagem coletiva no qual falamos sobre nossas experiências em lugares ao redor do mundo. Os posts de hoje são sobre capitais brasileiras. Blogueiras:

    7 Respostas

  1. Aninha, querendo muito conhecer todas essas coisa lindas que você mencionou na matéria!!A única coisa que conhecemos numa passagem rápida vindo de Florianópolis, é o Bairro da Felicidade e o maravilhoso Mandalosso….nunca comemos tanto..kkkkk. Realmente uma cidade de muitos atrativos. Amamos a matéria, você realmente conseguiu me fazer pensar numa visita. Parabéns Querida!

    1. Obrigada Avelina e Vivian!
      Que bom ter despertado esse desejo em vocês, de conhecer a linda Curitiba.
      Não irão se arrepender, eu garanto.
      Eu também adoro o Bairro Santa Felicidade e o Restaurante Madalosso, realmente se come muito por lá.
      Em breve farei um post sobre a gastronomia Curitibana e com dicas de hospedagem ;-). Acompanhem!
      Grande abraço.

  2. Aninha, que lindo conhecer Curitiba assim com você, cheinho de detalhes! Eu tenho muita vontade de conhecer o sul em especial Curitiba! Desde a época que eu vi na TV (se não me engano em uma novela…) lindo post!
    Beijos!

  3. Oi Aninha! Já visitei Curitiba e achei seu post super completo! A cidade é excelente para o visitante, principalmente pela facilidade do transporte turístico, que passa pelas principais atrações. E como você bem disse, parques e gastronomia são o forte de Curitiba, uma capital que sempre tenho vontade de revisitar!

    1. Olá Suzy!
      Muito bom ter o seu feedback aqui.
      Que bom que gostou do post e somos 2 que gostamos muito de Curitiba ♥.
      Sempre que eu posso dou um pulo por lá 🙂
      Obrigada por acompanhar o blog, e volte sempre por aqui.
      Beijão.

    2. Olá Suzy!
      Muito bom saber que esta acompanhando p blog.
      Curitiba é realmente uma cidade muito convidativa não é? Também adoro revisitar.
      Um abraço Suzy!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *