Destinos Nacionais

CONHECENDO URUBICI NA SERRA CATARINENSE

Como é bom falar de um lugar que me encantou com suas belezas naturais, aqui mesmo no meu estado. Urubici esta localizada na Serra Catarinense, e é conhecida por ser a cidade mais fria do Brasil. Tive o prazer de conhecer a cidade em meados do ano de 2012, e posso dizer que passei um aniversario muito especial por lá.

A Serra Catarinense é a região mais fria do Brasil, sendo o único lugar do país onde neva todos os anos, mesmo que por poucos dias, ou por poucas horas, durante  o inverno, informação essa disponível no próprio site oficial do município. A bela paisagem de araucárias, campos e taipas (muros de pedra basalto) cobre-se inteiramente de branco e até as águas das belíssimas cachoeiras podem congelar.

Urubici esta situada no ponto mais elevado de Santa Catarina, possuí inúmeras cascatas, cachoeiras, trilhas, e se você esta atrás de belo encontro com a natureza, aqui é o lugar certo.

 

Para conhecer os principais pontos turísticos e atrações que a cidade oferece, você precisará de apenas 2 dias, e foi o tempo que passamos por lá. Agora, se você tiver um pouco mais tempo e quer conhecer cada cantinho e cada trilha que existe na região, conte com 4 dias.

Acordávamos cedo, tomávamos o nosso café da manhã no hotel e já partíamos para os passeios. A melhor forma de conhecer a cidade é de carro, pois as atrações turísticas se localizam um pouco distantes uma das outras. Nós estávamos de carro, pois moramos a 233 km de Urubici, levamos 3 horas e meia de viagem. Ah, e o GPS é seu grande amigo também, não esqueça… mas a maioria dos hotéis e pousadas da cidade oferecem um mapa turístico para você não se perder, não esquece de solicitar o seu assim que chegar na cidade.

————————

A seguir vou enumerar para vocês alguns passeios que realizei quando da nossa visita a cidade, digo nossa, porque a fiz na companhia do maridão, meu companheiro de vida e de viagens, é claro. Adiante, também mencionarei outros passeios e atrações que não tivemos tempo suficiente para realizar, ou que o clima frio não favoreceu, mas que também valem muito a pena conhecer.

 

1. MORRO DA IGREJA (PEDRA FURADA)

O famoso Morro da Igreja ou também conhecido como Morro da Pedra Furada, fica localizado a 1.822 metros de altitude e é considerado o segundo cume mais alto do Estado e o local onde se registrou a mais baixa temperatura do Brasil, -17,8 ºC no dia 29/06/1996.

 

No dia em que realizamos a visita ao Morro, havia sol e apesar de ser início de julho, não estava muito frio, porém, assim que íamos nos aproximando do topo, o frio e o vento aumentavam. Acabei esquecendo de levar um casaco mais pesado, e passei um pouquinho de frio, mas valeu a pena com certeza.

 

No alto do morro você precisa estacionar o carro e caminhar cerca de 20 metros em direção à borda do cânion, do lado direito, onde avistará a Pedra Furada, uma escultura natural em forma de janela, que é mais um dos cartões postais de Urubici. A visão lá de cima é incrível, ficamos por quase 1 hora apreciando a paisagem, e agradecendo a Deus por tamanha beleza.

 

O morro da Igreja é considerado o ponto habitado mais alto da Região Sul do Brasil e pertence ao Parque Nacional de São Joaquim, uma unidade de conservação criada em 1961 para proteger os remanescentes das matas de araucárias e imbuias. O parque fica localizado na divisa entre os municípios catarinenses de Bom Jardim da Serra, Orleans e Urubici.

 

Para fazer a visitação ao Morro da Igreja é necessário uma autorização no ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), pelo fone (49) 3278-4994 ou pelo e-mail: agendamentoparque@hotmail.com, sem nenhum custo, porém, a partir de 18 de novembro de 2013, o acesso ao Morro da Igreja / Pedra Furada vem sendo limitado, devido a pequena quantidade de vagas de veículos neste atrativo e fragilidade ambiental.

O acesso ao Morro ocorre das 08h as 17h, maiores informações no site: http://www.icmbio.gov.br/parnasaojoaquim/guia-do-visitante.html.

 

2. SERRA DO CORVO BRANCO

A serra do Corvo Branco é parte das serras catarinense e gaúcha, são subdivisões da formação rochosa que tem origem no Paraguai e corta os três estados da Região Sul do Brasil, que vai na na direção do Uruguai e Argentina, dividindo o litoral do interior de Santa Catarina, a cadeia rochosa denominada Serra Geral.

 

A serra do Corvo Branco está localizada dentro dos limites do município de Grão Pará, segundo os marcos e limites do estado de Santa Catarina. São 30 km de estrada de chão do centro de Urubici até a serra, e a estrada não é nada boa, porém, vale muito a pena, e pensa no friozinho que você sente por lá rsrs.

A lendária estrada que foi o elo de ligação pioneira entre o litoral e a serra continua em atividade. A “garganta” de entrada proporciona uma visão impressionante. A estrada começa no meio de dois paredões de pedra (rocha basáltica), a 27 km do centro de Urubici.

E, muito cuidado ao descer a serra até a cidade de Grão-Pará, é uma emoção única, pois são muitas curvas fechadas e a pequena largura da estrada remetem imediatamente ao tempo em que a estrada era conhecida como “a mais temível” de todo o Brasil. Não esqueça, portanto, de testar os freios antes de começar.

 

Portanto, visitar a serra do Corvo Branco deve estar na sua lista de lugares para conhecer, quando vier a Urubici, pois a vista de lá é incrível, e você apreciará o maior corte em rocha basáltica do Brasil, que se impõe com seus paredões de 90 metros de altura. E, conforme informações dos historiadores, estima-se que essas montanhas possuem mais de 160 milhões de anos.

 

3. CASCATA VÉU DA NOIVA

A Cascata Véu da Noiva possui 62 metros de queda, e se destaca entre as mais de 80 encontradas no município. A cascata forma um pequeno lago margeado por grama, onde você pode senta-se em um banquinho de madeira. Ela fica localizada no caminho para o Morro da Igreja.

 

Nessa cascata não há queda livre, a água desliza suavemente por grandes rochedos e quando há maior vazão, a espuma branca lembra um grande véu de noiva, e por isso o nome pelo qual é conhecida.

A cascata se localiza em propriedade particular, e na caminhada de 300 metros entre o estacionamento e a base da cascata é possível avistar diversos pássaros da fauna local, como curiós, sabiás, tico-ticos, pica-paus, capitães-do-mato, entre outros .No local há uma trilha suspensa a 10 metros de altura, com 260 metros de comprimento, ligando as copas das árvores, permite a prática do arvorismo.

 

Para visitar o local, é cobrada uma taxa de visitação, no valor de R$ 3,00 e há na entrada da propriedade uma pousada simples, estilo cabana e um restaurante, construído em madeira e decorado com os temas tradicionais do sul. O restaurante também serve lanches para os turistas. O horário de funcionamento é das 8h ás 18h.

 

4. MIRANTE BELVEDERE

O mirante Belvedere fica localizado na Rodovia SC-430 saindo de Urubici em direção à cidade de São Joaquim. O Belvedere fica no caminho para a Cascata do Avencal e proporciona uma vista panorâmica da cidade, a 1.175 metros de altura e a 3 km da cidade.

Desculpem a foto não estar com uma boa resolução, foi tirada na época com um iphone 4S  🙁 .

 

5. CASCATA DO AVENCAL

A Cascata do Avencal é um dos principais pontos turísticos de Urubici e é mais um cartão postal da cidade e possuí mais de 100 metros de queda livre.

 

Fica localizada no Morro do Avencal, cujo nome deriva da vegetação comum na região, a avenca. A cascata fica localizada próximo às inscrições rupestres, na chegada a Urubici para quem vem de São Joaquim. A cachoeira fica a aproximadamente 6 km do núcleo urbano da cidade, possui placas indicativas e é de fácil acesso.

No acesso a parte alta, onde o seu veículo chega tranquilamente, fica a sede do sítio, transformada em área de lazer com atrações para todas as idades, desde os passeios de pedalinho no lago, até os mais radicais, como o rapel. No local você também pode praticar arco e fecha, passeio a cavalo e trilhas e tirolesa. No local há também uma pousada para quem quiser ficar um pouco mais de tempo desfrutando das belezas do local.

Imaginem a emoção de descer 200 metros de tirolesa passando por cima da cascata do Avencal? Emocionante não é? Me faltou coragem para curtir essa tirolesa, mas que bateu muita vontade, bateu.

Ah, vale lembrar que para o acesso a parte alta da cascata, onde você também tem acesso aos 2 mirantes, é cobrada uma pequena taxa de entrada, que no ano de 2017 era de R$ 7,00 conforme informações de outros viajantes.

Desses 2 mirantes você terá uma vista maravilhosa da Cachoeira, aproveite para levar a sua câmera fotográfica profissional, pois vai render lindas fotos.

 

Já o acesso a parte baixa da cascata é mais complicado, e preferimos não arriscar. Mas se você tem espírito aventureiro e conta com um pouco mais de tempo, pode fazer uma trilha leve de aproximadamente 800 metros, e dizem que vale super a pena. Uma pequena parte da trilha você consegue fazer de carro, depois você deve terminar o trajeto a pé. A vista é fantástica e se o tempo estiver bom você ainda pode tomar um banho no lago que se forma ao pé da cascata. Com certeza pretendo fazer essa trilha da próxima vez que for a cidade, se o tempo colaborar.

 

6. MORRO DO CAMPESTRE/MORRO DA CRUZ

O Morro do Campestre, também conhecido como Morro da Cruz é uma formação de arenito e se localiza a 1.380 metros acima do nível do mar, localizada nos altos da Serra do Campestre. São quase 8 km de estrada de chão saindo do centro de Urubici pela Rodovia SC-439 (Av. Rodolfo Andermann) em direção ao município de Rio Rufino. No trajeto há placas indicando a direção correta.

Sua entrada é pela Fazenda Morro da Cruz, de propriedade particular, que cobra uma taxa, atualmente R$ 5 por pessoa para o acesso. A porteira da Fazenda de muros amarelos fica fechada, mas você mesmo pode abri-la, e logo é recepcionado por alguém que responde pelo lugar.

 

Para acessar a parte mais alta, onde há a formação de arenito, e a chamada Pedra Furada, é necessário subir uma trilha estreita e íngreme, com pedras lisas e muito mato, cuidado. Apesar de íngreme, e cansativa, a subida não apresenta dificuldades, e a vista para o Vale do Rio Canoas é singular. Esse foi um dos passeios mais divertidos que fizemos, que aventura! Realmente um aniversário para nunca se esquecer!

Olhem o nosso carro lá embaixo… para vocês terem noção na altura.

 

 

Ah, se você vai visitar o local no inverno, lembre-se de se agasalhar bem, porque o vento também é forte. E, muitos dizem que o pôr do sol avistado do Morro do Campestre é belíssimo. Nós visitamos o Morro do Campestre no período da manhã, o pôr do sol ficou para a nossa próxima visita.

 

7. GRUTA NOSSA SENHORA DE LOURDES

A Gruta Nossa Senhora de Lourdes é ponto de peregrinação religiosa, e fica na localidade de Santa Terezinha, a 10 km do centro de Urubici, no caminho para o Morro da Igreja.

O acesso é bem sinalizado, facilmente visível por quem trafega pela rodovia. No local há estacionamento e um portão enorme. A entrada dos visitantes é ao lado do portão e é gratuita. Caminhando poucos metros, chega-se à parte principal da gruta, onde você avistará a imagem de Nossa Senhora de Lourdes, que está lá desde o ano de 1944.

No local você pode avistar uma grande quantidade de objetos e fotos deixadas no local pelos fiéis e que são testemunhos das graças alcançadas. No mês de outubro acontece a chamada Romaria da Penitência e missas costumam ser celebradas no local.

 

A gruta é uma área natural cercada por altos paredões, onde há uma queda d’água com mais de dez metros de altura e que deixa o cenário ainda mais lindo. É possível chegar às margens da cascata e na parte mais alta, através de uma pequena trilha.

É um belíssimo lugar cercado pela natureza e de uma paz enorme, onde você pode parar alguns minutos para fazer a sua oração e o seu agradecimento, foi o que fizemos.

 

8. IGREJA MATRIZ NOSSA SENHORA MÃE DOS HOMENS

A Igreja Matriz de Urubici foi inaugurada em 1973 e possui uma arquitetura única, em estilo gótico e possui 3 entradas semelhantes a principal, e é uma das maiores igrejas do Estado. Ela foi construída com a ajuda de doações da comunidade.

 

Em seu interior estão os restos mortais do Padre José Alberto Espíndola, seu idealizador. O padre ganhou fama de santo e a população atribui a ele várias graças. E, curiosidade, a imagem de Nossa Senhora Mãe dos Homens que encontra-se na igreja, veio de barco do Rio de Janeiro em 1930.

 

————-

 

Acima listei todos os passeios que realizei em Urubici quando da minha visita a cidade em 2012, e abaixo relacionarei outros que também valem a pena conferir se você tiver um pouco mais de tempo na cidade.

 

  • Caverna Rio dos Bugres
  • Trilha pelo Rio 7 Quedas (Trilha com 7 cachoeiras);
  • Inscrições Rupestres;
  • Cascata da Neve
  • Cavalgada

 

Acredito que esses são os principais atrativos turísticos da cidade, lembrando também de outra curiosidade, a cidade de Urubici se destaca ainda pelo cultivo de maça, especialmente da variedade gala, e pelo cultivo de erva-mate, utilizada para o tradicional chimarrão, e apreciado nos países da América do Sul.

 

DICA DE HOTEL

Sei que muitos de vocês, assim como eu, gostam de receber dicas de hospedagem, e nesse aspecto também tenho uma boa dica para vocês. Ficamos hospedados no URUBICI PARK HOTEL, no centro da cidade.

 

Como o hotel estava em reformas, nos ofereceram um upgrade, assim, pagamos pelo quarto categoria “classe turismo” e ficamos em um quarto “classe Alpino”, super aconchegante, a categoria mais cara do hotel, claro que ficamos super contentes com a cortesia. E, com certeza, recomendo o hotel, que também possuía uma ótima sala de tv, um ótimo café da manhã, piscina coberta, aquecimento central, sala de jogos, estacionamento privativo e sem custo adicional, e os quartos possuíam ar-condicionado, wi-fi e frigobar.

 

Porém, fique a vontade para consultar outros hotéis e pousadas da região, e boa sorte na sua estadia por lá.

 

E aí pessoal… depois de tudo o que escrevi sobre esta cidade, você não concorda que Urubici é um presente da natureza ao estado de Santa Catarina? A serra Catarinense, e particularmente o município de Urubici, elevam o nome do Estado por todo o Brasil, face suas belezas singulares, emolduradas há milhares de anos.

​O clima, a altitude, suas quedas de água, trilhas, inscrições rupestres de tempos longínquos, tudo isso contribui para o turismo da cidade. E você, vai me dizer que também não ficou com vontade de conhecer esse lugar maravilhoso? Eu me sinto mais próxima de Deus sempre que estou perto da natureza, e você? Que tal colocar Urubici na Serra Catarinense, como seu próximo destino?

BOA VIAGEM!

————————————————

Esse post faz parte de uma blogagem coletiva no qual falamos sobre nossas experiências em lugares incríveis ao redor do mundo, onde a natureza impera com toda sua grandeza. Blogueiras:

 

 

    5 Respostas

  1. Show de bola as dicas e a riqueza de detalhes de cada local.
    Já conhecemos a Serra Gaúcha agora ficamos com super curiosidade para conhecer Urubici.
    Parabéns pelo post.

    1. Nivaldo e Josy,

      Fico feliz que tenham gostado da matéria e que despertei em vocês a vontade de conhecer a serra catarinense, pois realmente ela é maravilhosa!
      Obrigada por acompanharem o blog.

      Sejam sempre bem vindos!

  2. Amamos a matéria Aninha!!! Em pensar que temos tantas belezas naturais no nosso Brasil que nunca ouvimos falar!! Não conhecia esse roteiro da Serra Catarinense, que com certeza nos deixou com vontade de conhecer…são belíssimas vistas e cachoeiras incríveis….obrigada por compartilhar essa benção com a gente. Beijos

    1. Olá Avelina e Vivian!
      Que bom que gostaram da matéria e que despertei em vocês a vontade de conhecer a um pouco da Serra Catarinense.
      Realmente aqui mesmo no nosso país temos tantas riquezas e belezas naturais que as vezes nem imaginamos.
      Um abraço meninas e obrigada por acompanhar o blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *