Destinos Internacionais Dicas aos Viajantes

Casal faz Mochilão em 10 países na Lua de Mel

E se você tivesse que escolher entre fazer uma festa para amigos e familiares ou uma super viagem? Qual seria a sua escolha?

A escolha desse casal foi fazer um Mochilão pela Europa em 47 dias, e eu acompanhei tudinho pelos posts e stories no instagram. Sou super fã desse casal, especialmente da queridona da Lívia, do blog “O mundo e minhas voltas” (http://www.omundoeminhasvoltas.com) e sabe que depois desse mochilão deles me bateu uma vontade de cair no mundo e fazer um também? Acredite! E olha que nunca tinha passado pela minha cabeça ser uma mochileira um dia…

Nesse post, Lívia Zanon, responderá algumas curiosidades como: por quais cidades passaram durante esses 47 dias, como foi o planejamento e alguns perrengues que encontraram pelo caminho, para você se inspirar e cair na estrada com o seu love também… 😉

Veja a entrevista:

 

1. Por quais países e cidades passamos?

Nós começamos por Londres, passamos por Dublin, Bruxelas, Copenhagen, Budapeste, Berlim, Munique, Salzburgo, Vienna, Praga, Milão, Veneza, Verona, Bologna, Florença, Cinque Terre, Pisa e Madri. No total foram 10 países e 17 cidades em 47 dias de viagem.

2. Por onde começamos a programar o mochilão?

Começamos a comprar as passagens e reservar os Hostels 3 meses antes de viajar, escolhemos ir através da Ryanair, uma companhia low cost (baixo custo) onde as passagens para se locomover dentro da Europa são mais baratas, em torno de 20 Euros. Mas para isso tivemos que levar pouquíssima bagagem, eles têm o tamanho e peso ideal para não precisar despachar a bagagem e a ideia é exatamente essa, porque o valor para despachar é caro, em torno de 50 Euros. No começo parecia impossível viajar apenas com uma mala de 10 Kg para 47 dias mas depois percebi que foi a melhor escolha e que existe coisa mais importante em uma viagem do que se preocupar com os “looks” diários. Haha!

Viajamos com a companhia low cost Ryanair

3. Qual o lugar mais barato e o mais caro que conhecemos?

O lugar mais barato foi Praga na República Tcheca, comemos muito bem por um preço bem abaixo dos outros na Europa (50 Euros para o casal, dois pratos de massa, com bebida e sobremesa). E o lugar mais caro foi Copenhagen na Dinamarca, surreal os valores do Hostel e da comida nesse lugar… Porém, quem tiver a oportunidade vale a pena conhecer porque é linda!

Fábrica Guinnes – Dublin

Amarrando cadeado na ponte de Praga

4. Como foi o planejamento com os custos para realizar essa viagem?

Como nós já morávamos juntos e tínhamos a casa mobiliada, pedimos para os convidados do nosso casamento qualquer quantia em dinheiro através do site iCasei, onde existem presentes fictícios que as pessoas podem comprar e no final eles ficam com 5% do valor e o restante repassam para você. Achei uma ótima opção e deu super certo essa escolha para nós. Veja mais nesse post aqui.

Bruges – Bélgica

5. Passamos por algum perrengue?

Vários. Um deles foi na Itália, pegamos o trem errado na plataforma e no meio da viagem o cobrador pediu nossa passagem, foi quando descobrimos que pegamos o trem de alta velocidade que era mais caro. Explicamos para ele nossa situação e pela nossa sorte ele nos deixou continuar viagem e não pagamos a multa, ganhamos apenas uma advertência. Por isso, minha dica é PRESTE MUITA ATENÇÃO em qual trem você vai embarcar para não ter problemas futuros, a multa é caríssima e pode fazer um rombo em sua viagem.

Passeio de gôndola – Veneza

Viagem de trem pela Itália

6. Como fazer para escolher um bom Hostel? E por que não ficar em Hotel, não é mais seguro?

Nos conhecemos em um Hostel e adoramos a interação que existe em sua maioria, por isso decidimos nos hospedar neles durante nossa lua de mel. Nem sempre é a opção mais barata, se engana quem pensa que Hostel não é organizado, limpinho e bonito, ficamos em vários que eram melhores que Hotel e em outros mais simples mas muito aconchegantes. Reservamos todos através do site Hostel World, ele é seguro e bastante utilizado por viajantes, nele você pode analisar as opções pela localização, notas de quem já passou por lá, pontos positivos e negativos, se tem café da manhã e o estilo de quarto que quer ficar (privativo ou compartilhado). Para nós o mais importante é a localização, não adianta pagar muito barato e ficar distante do centro porque vai acabar pagando pelo transporte… Ah, ficamos em quarto privativo e compartilhado, e por mais que pareça o fim do mundo compartilhar um quarto… NÃO É! 😀 Foi divertido, fizemos amizades e demos muitas risadas.

Cliffs Of Moher – Dublin

Dublin

Thermas de Cerveja em Budapeste

7. Qual o maior aprendizado tivemos?

Costumo dizer que quando voltamos de uma viagem, não somos os mesmos de quando partimos. Mudam os gostos, as opiniões, as prioridades e a forma de ver o mundo. Sempre tive ânsia em morar um tempo fora do Brasil e depois desse mochilão percebi que essa vontade anda adormecida dentro de mim, nos últimos dias da viagem já estava com saudade da minha casa, da minha cama, do meu cantinho, de andar no meu carro e da cidadezinha pequena em que moro. Nunca pensei que isso fosse acontecer, mas enxergo isso como maturidade, uma viagem pode ser diferente dependendo da fase de vida em que você se encontra e até da sua idade. Mas resumindo, o maior aprendizado é que podemos ser felizes em qualquer lugar, não é o país ou a cidade que é determinante para isso mas sim nós estarmos bem com nós mesmos.

Hyde Park – Londres

Fonte: https://www.omundoeminhasvoltas.com/mochilao-na-lua-de-mel/casal-faz-mochilao-em-10-paises-na-lua-de-mel/

 

E você, gostou da experiência desse casal?

Eu… muitoooo!

Desejo muitas Felicidades a esse casal super simpático que sou fã!

Com certeza foi o melhor presente de lua de mel que poderiam receber ♥.

Quer tirar mais dúvidas sobre esse Mochilão? Confere no link www.omundoeminhasvoltas.com outros posts com mais detalhes e dicas sobre esse mochilão.

    3 Respostas

  1. Realmente muito bacana!!! Com certeza a decisão certa: viajar!!! Nada como uma viagem dessas para começar bem um casamento! Parabéns ao casal e parabéns pela matéria!

  2. Obrigada Avelina por prestigiar o post :-).
    Com certeza esse casal fez o opção certa! VIAJAR e conhecer vários lugares desse mundão tão lindo!
    Grande abraço.

  3. Olá sou mãe e me preocupo muito com a saúde do meus filhos, sempre que posso procuro viajar para distrair um pouco e nada melhos que viajar. Obrigado pelo conteúdo do seu blog me ajudou bastate. Thau e até mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *